Educação integral em jornada ampliada
A educação integral em jornada ampliada no Brasil é uma política pública em construção e um desafio para gestores educacionais, professores e comunidades, que passa por alterações de acordo com as necessidades e oportunidades existentes. Em Jaraguá do Sul, ao longo dos anos, foram desenvolvidas diversas ações.

No ano de 2007 a E.MEB Ribeirão Molha passou a atender os alunos do 1º ao 5º ano em período integral organizando a jornada escolar ampliada em oficinas e momentos cooperativos de aprendizagem. A princípio os alunos eram atendidos de 2ª a 5ª feira em período integral (das 7h45 às 16 horas), sendo que no turno matutino frequentavam o Ensino Fundamental regular, almoçam na escola e no período vespertino, frequentam as oficinas.

Em 2008, o Ministério da Educação - MEC iniciou o Programa Mais Educação através da Portaria Interministerial nº 17/2017. O Programa Mais Educação era uma estratégia para estimular a educação integral nas redes estaduais e municipais de ensino, visando ampliar a jornada escolar nas escolas públicas, para, no mínimo, 7 horas diárias, por meio de atividades optativas nos macrocampos: acompanhamento pedagógico; educação ambiental; esporte e lazer; direitos humanos em educação; cultura e artes; cultura digital; promoção da saúde; comunicação e uso de mídias; investigação no campo das ciências da natureza e educação econômica.

Em Jaraguá do Sul o Programa Mais Educação iniciou no ano de 2010 na Escola Municipal de Educação Básica Luiz Gonzaga Ayroso. Apenas uma parcela dos alunos da escola (125 alunos) era atendida no Programa Mais Educação. Esses alunos tinham aulas do currículo normal de manhã, almoçavam na escola e, após o almoço, participavam de 06 oficinas oferecidas de acordo com os macrocampos organizados pelo MEC. O diferencial do Programa aplicado em Jaraguá do Sul se dava principalmente pela contratação de professores para as oficinas.

No ano de 2014 o Programa de educação integral em jornada ampliada da rede municipal de ensino de Jaraguá do Sul foi ampliado, mantendo os dois formatos. As Escolas Luiz Gonzaga Ayroso, Adelino Francener e Ribeirão Molha continuaram atendendo os alunos  nos moldes de 2007. Já as Escolas Helmuth Duwe, Cristina Marcatto e Santo Estêvão passaram a atender alguns alunos, em oficinas, conforme organização do Programa Mais Educação.

Em 2016 o Programa Mais Educação sofreu alterações, passando a denomiar-se Programa Novo Mais Educação. Este novo formato foi criado pela Portaria MEC nº 1.144/2016 e é regido pela Resolução FNDE nº 5/2016, sendo uma estratégia do Ministério da Educação que tem como objetivo melhorar a aprendizagem em Língua Portuguesa e Matemática no ensino fundamental, através da ampliação da jornada escolar dos alunos, tendo início no ano de 2017, com destaque para a realização de acompanhamento pedagógico em Língua Portuguesa e Matemática e do desenvolvimento de atividades nos campos de artes, cultura, esporte e lazer, visando a melhoria da aprendizagem. As escolas inscritas passam a poder complementar a carga horária em cinco ou quinze horas semanais no turno e contraturno escolar.

O Programa Novo Mais Educação tem por finalidade contribuir para: I - alfabetização, ampliação do letramento e melhoria do desempenho em língua portuguesa e matemática por meio de acompanhamento pedagógico específico; II - redução do abandono, da reprovação, da distorção idade/ano, mediante a implementação de ações pedagógicas para melhoria do rendimento e desempenho escolar; III - melhoria dos resultados de aprendizagem do ensino fundamental, nos anos iniciais e finais; e IV - ampliação do período de permanência dos alunos na escola.

As escolas da rede municipal de ensino de Jaraguá do sul que foram selecionadas para o Programa fizeram sua inscrição seguindo os critérios de priorização do MEC: I - escolas que receberam recursos na conta PDDE Educação Integral entre 2014 e 2016; II - escolas que apresentam Índice de Nível Socioeconômico baixo ou muito baixo segundo a classificação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP); e III - escolas que obtiveram baixo desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica - IDEB.

Assim, em 2017 as escolas Cristina Marcatto, Dom Pio de Freitas, Helmuth Guilherme Duwe, Ricieri Marcatto e Professor Henrique Heise atenderão apenas os alunos inscritos no Programa em atividades que ampliam a carga horária semanal em 5h e a Escola Santo Estêvão atenderá apenas os alunos inscritos no Programa em atividades que ampliam a carga horária semanal em 15h. Já as Escolas Adelino Francener, Luiz Gonzaga Ayroso e Ribeirão Molha continuarão atendendo todos os alunos matriculados no ensino fundamental de forma a ampliar em 15h semanais a carga horária.



   
Município de Jaraguá do Sul - SC - CNPJ: 83.102.459/0001-23 - Rua Walter Marquardt, 1111 - Barra do Rio Molha - 89259-565 - Caixa Postal 421 - Fone: (047) 2106-8000